Quando cerveja e arquitetura se misturam

Coruja, de Porto Alegre/RS, produz cerveja comemorativa seguindo a Proporção Áurea

Representação da proporção áurea  (Foto: divulgação)

Representação da proporção áurea  (Foto: divulgação)

A relação entre cerveja e arquitetura pode ser muito mais próxima do que se imagina. Assim como em um projeto arquitetônico, a preparação de uma cerveja artesanal exige projeto, planejamento e execução. Para aproximar ainda mais ambas as áreas, a cervejaria Coruja, de Porto Alegre (RS), utilizou uma fórmula tradicional da natureza e da arquitetura - a proporção áurea - e, em cima dela, criou a receita de uma cerveja comemorativa ao Dia do Arquiteto (16 de dezembro). Para isso, contou com o auxilio de um grupo de profissionais ligados ao Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB).

A proporção áurea é formada por uma seqüência chamada de Fibonacci, onde cada termo subsequente corresponde a soma dos dois anteriores. Para adequar as quantidades dos insumos, rampas de temperatura, brassagem e adições lúpulo a esta lógica numérica, a Coruja utilizou um software chamado Beer Tools. Nele, os quoscientes foram trabalhados de forma a garantir a fidelidade das proporções com a fórmula.

“Em cima da proporção áurea existe a seqüência de Fibonacci que é a representação da áurea em números inteiros e foi com ela que definimos as quantidades. Tivemos todo um cuidado, tirando daqui, colocando ali, até chegar na versão final. Foi bastante trabalhoso mas muito divertido”, explica Micael Eckert, um dos sócios da Coruja e arquiteto de formação.

Em vídeo, a Coruja mostra os bastidores da brassagem da cerveja que homenageia os arquitetos: 

A cerveja leva malte defumado, pilsen, vienna, trigo e melanoidina. Os lúpulos combinam origens inglesas, americanas e alemãs. Tem cerca de 6,5% de álcool e 55 IBU. De acordo com Micael, diante do ineditismo da receita, não é possível enquadrá-la em um estilo especificou. “Estamos classificando-a de Aeiou, que seria uma Ale da Coruja, aportuguesada”, brinca.

A primeira edição da bebida que une cerveja e arquitetura foi experimental e comemorativa. É possível que ela seja comercializada no próximo ano, mas ainda sem data e rótulo definido.