Design de rótulo

Três ferramentas online gratuitas que ajudam na escolha da cor

Rótulo desenvolvido pela Agência Alvo, do autor dos posts do blog de design da Beer Art (Foto: Divulgação)

Rótulo desenvolvido pela Agência Alvo, do autor dos posts do blog de design da Beer Art (Foto: Divulgação)

Confira as dicas da segunda parte do conteúdo sobre "Como utilizar as cores para fazer um rótulo eficaz"

Há algumas semanas começamos a falar sobre como utilizar as cores para criar um rótulo mais eficaz. Vamos dar continuidade em mais duas dicas para fazermos um rótulos mais adequado e chamativo para o nosso consumidor final.

Utilize ferramentas online gratuitas que podem simplificar o processo de escolha de um combinação de cores adequadas. Escolher as cores para seu rótulo personalizadas não tem que ser um processo tedioso e cansativo. Ao criar seu rótulo, podemos utilizar uma cor de base (fundo) para iniciarmos. Essa cor de fundo pode ser a cor de seu logotipo, ou uma cor que se encaixa com o produto que você está vendendo, verde para IPA, vermelho para um Red Ale, amarelo para uma Pilsen e por aí vai. A questão é o que as cores que você deve colocar como base devem combinar com o conteúdo que está dentro da garrafa.

Coloco aqui algumas ferramentas online que podem ajudá-lo a montar esquemas de cores para as seus rótulos:

  • Kuler (https://color.adobe.com). Desenvolvido pela Adobe, Kuler permite que você crie seus próprios esquemas de cores, bem como check-out esquemas de cores criados por outros usuários. Como muitas destas ferramentas, Kuler vai mostrar os esquemas mais populares criados pelos usuários.

  • COLOURlovers (http://www.colourlovers.com). Este site se descreve como um recurso para monitorar e influenciar as tendências de cores. COLOURlovers tem um recurso muito útil que lhe permite encontrar paletas de cores com base em palavras-chave. Como Kuler, ele apresenta as cores mais populares como votadas pelo do site "amantes", e também destaca as tendências de cores emergentes. ColorBlender: Este site é um pouco diferente na medida em que permite ajustar a sua paleta de cores em tempo real, arrastando um botão através de um dos canais vermelho, verde ou azul.

  • ColorBlender (http://www.colorblender.com). Esse site não requer se registrar para usar, ou seja, qualquer pessoa pode utilizar rapidão se deixar seu e-mail lá. Esse site é muito simples e intuitivo, ele permite misturar cores que combinam de forma fácil. Se você quiser um site que é muito rápido para dominar, confira ColorBlender.

A última dica que deixo é cuidar como estamos utilizando as nossas cores, se são em CMYK ou RGB. CMYK, também conhecido como processo de quatro cores, é um modo de cor padrão utilizado na indústria gráfica para a reprodução de imagens coloridas. O acrônimo representa as cores usadas no processo de impressão quatro cores: ciano, magenta, amarelo e preto. Mas você deve estar se perguntando, por que a sigla não é CMYB?

A resposta é bem simples. A primeira razão é que o "K" em CMYK representa a cor preta, mas na verdade significa a "placa mestre" black todas as máquinas da indústria gráfica, utilizadas antes do advento da impressão digital (que não utiliza chapas de impressão). A placa de impressão a preto foi chamado de “a placa mestre” porque continha todos os detalhes artística ou informações "chave" para uma impressão. Ela continha muito mais detalhe do que o ciano, magenta e placas amarelas.

A segunda razão também é evitar a confusão com outro modelo de cor muito popular, o RGB. Esse acrônimo que significa (em inglês) vermelho, verde e azul. É um sistema de cores padrão em monitores de computador e televisores. Mesmo que ninguém se refere à placa preta como a placa mestre mais, mantiveram a sigla CMYK ao longo do tempo, a fim de evitar confusões com o modelo de cores RGB. A maioria das impressoras de impressão digital lida com CMYK, mas podemos ter uma grande diferença de cores, pois impressoras digitais lê as cores em RGB (normalmente).

Se você envias um arquivo para impressão, verifique com a gráfica qual o sistemas de impressão, e de como você deve enviar as cores para eles. Pois dependendo de como criamos as cores, vamos ter que convertê-lo em CMYK ou RGB. Lembre-se que se não nos preocuparmos com isso, podemos causar mudanças radicais nas cores utilizadas em nosso rótulo. Se você tiver alguma dúvida sobre como as cores em seus rótulos envie um e-mail para atendimento@agenciaalvo.com. E me siga no instagram @bentocla

Os posts do blog